Certas amarguras

Certas amarguras, não podem se transformar em armaduras contra as possibilidades que a vida oferece.
O que sente, mesmo que seja algo triste, admito, tem sua beleza e função.
É até certo ponto lindo porque te coloca num lugar diferente das pessoas que vivem na superficialidade dos sentimentos.
Mas não te deixe aprofundar demasiado, porque a luz tem duas origens. 
Uma externa iluminando a superfície. Outra interna, emanando da sua alma.
(Fabio Teixeira)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Julgamento de Frinéia

A Carta de Despedida