Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

SALOMÉ

Imagem
Salomé
Regina Perocini interpreta Salomé através de nuances do Bailado Árabe e Flamenco.

Inspirado na obra de Eugenio de Castro.
Músicos: Marco Herrera e Walquitor Wahab.
Local: Soleá Tablao Flamenco

-----------------------------//-----------------------

"Radioso véu, mais leve que um perfume,
Cinge-a, deixando ver sua nudez morena,
Dos seus dedos flameja o precioso lume
E em cada mão traz uma pálida açucena.
E a infanta avança. ao som dos burcelins...
Como sonâmbula perdida
Em encantos, místicos jardins,
Dir-se-ia que dança desmaiando
Ao perfume das flores que estão em roda...
Dir-se-ia que dança e está sonhando...
Dir-se-ia que a estão beijando toda..."
(Eugênio de Castro)

Com muita alegria fui ao Soleá, assistir ao espetáculo Salomé. É um espaço de dança digno de uma apresentação como esta. Recomendo a todos.

Historicamente Salomé é descrita como uma linda jovem que tinha os cabelos longos, negros e sedosos, olhos de pantera e corpo perfeito como uma Vênus. Filha de Herodias e sobrinha…

Escrever Você!

Imagem
Escrever Você!
Hoje tentei escrever você. Não sobre você, não de você e por você. Escrever você. Eu tentei fazer cada palavra algo seu, na minha frente. Usando as palavras que tenho, que são estas. Não são muitas, mas tentam dizer-te em verso. Pensei que o texto poderia criar vida como numa brincadeira infantil, criando-a em palavras no branco da tela. Mas o branco continua branco, o nada continua nada. Não consegui grafar uma palavra. ... Nenhuma. Essa imagem que tenho não ocupa o verbo necessário para uma boa dramaturgia da descrição. Descrever alguém é como tentar aprisionar todo movimento numa imagem parada. . . Mesmo assim tentei fazer dos verbos suas ações, dos substantivos suas idéias, dos adjetivos como te vejo. Brinquei com cada letra da palavra beijo. Deitei-me com o desejo, grifei a pele e os pêlos, papilas, perfume. Perfume? Não... Prefiro cheiro. Risco algumas e reescrevo outras. Arrisco rimas. E por mais que escreva e escreva, a imagem não alcança o texto.Sinto q…

Antes que a morte chegue: Viva!

Imagem
Um pequeno comentário sobre a peça Antes que a morte chegue: Viva! Com Dramaturgia e direção: Cynthia Paulino, na 23a mostra de trabalho da Escola de Teatro Puc-Minas.
Escrever sobre algo me pareceu desta vez uma experiência limitada sobre alguns aspectos. A própria percepção da coisa em si é diminuída pela consciência que percebe particularidades do objeto. Uma percepção totalitária torna-se impossível porque a consciência é quase sempre focal. Vários focos, aglomerados na memória formam o mosaico do que acreditamos compreender.
Mas vamos ao trabalho. A primeira coisa que me veio à mente ao entrar no teatro foi esta frase psicanalítica de Lacan: “A psicose é o inconsciente a céu aberto”. Acho que pensei isso porque as luzes estavam acesas e nada era ocultado neste espetáculo. Personagens, cenário e publico todos iluminados, à mostra, expostos. Dispostos em duas paralelas era possível aos expectadores verem o público que estava do outro lado. Senti-me parte da cena.
O teatro se tornou u…

Become someone else.

Imagem
Torne-se um outro com o livro. Leia Mais !

Become someone else!

Imagem
Torne-se um outro com o livro.
Leia Mais !