Realidade no peito


Há uma realidade no peito
além do pulso compreensível
à parte da abertura e fechamento
após o escoamento do ar.
Existe uma realidade do peito
inapreensível ao tato
invisível aos sentidos
inconcebível ao pensar
Tenho uma realidade no peito
que é real, eu suspeito
quando eu sinto, eu, peito,
querendo nela tocar
Há, existe, tenho,
uma realidade no peito.
Outra realidade a sonhar.


Fabio Teixeira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Julgamento de Frinéia

A Carta de Despedida